8 dicas de economia para 2022

8 dicas de economia para 2022

Todo início de ano é sempre a mesma coisa. Essa é a hora de fazer e refazer as contas e encontrar um equilíbrio para a vida financeira. Especialmente depois de tempos conturbados e às vésperas de tantos gastos extras, ter dicas de economia pode fazer toda a diferença no planejamento financeiro.

Mas, não se preocupe porque nós já adiantamos bastante o seu trabalho. Fizemos isso separando as melhores dicas possíveis para que você já comece o ano com boas perspectivas.

Para conhecer os principais truques para a saúde financeira, basta continuar com a gente até o final deste post!

1 – Se planeje

Essa é a primeira dica para qualquer aspecto da vida. Mas, não se trata apenas de imaginar objetivos. Aqui a ideia é considerar todas as expectativas de entradas e saídas para o ano. Assim, você terá uma ideia do quanto poderá destinar para cada área de demanda.

Nesse momento, o ideal é fazer uma espécie de expectativa anual, a fim de considerar o que mais você pode encaixar no orçamento e o que poderá conquistar ao longo de 2022. Além disso, a partir disso você tem uma visão daquilo que poderá encurtar no orçamento e, consequentemente, economizar.

Reprodução Canva
Reprodução Canva

2 – Toma nota

A fim de garantir que tudo esteja conforme o planejamento, você precisa tomar nota das mínimas transações financeiras. Isso se aplica tanto ao dinheiro que entra quanto ao dinheiro que sai da sua conta. Esse é o carro chefe das dicas de economia.

A partir dessa prática você consegue saber exatamente quanto ganha em um período mensal, e quanto gasta necessariamente ou desnecessariamente. Para ter certeza de que o direcionamento está sendo eficaz, o melhor é categorizar os gastos em grupos como educação, saúde, alimentação, lazer, moradia, transporte e outras categorias que considere importante.

3 – Faça uma reserva

Além de se organizar, faça da reserva de emergência uma prioridade. Pois, naqueles momentos de apertos e gastos não previstos, ela pode salvar a saúde financeira da sua família.

A melhor forma de fazer isso é separando uma parcela fixa do seu salário para esse fundo. No fim, a reserva deve ser capaz de manter você por um período de 6 meses a 1 ano em uma necessidade.

4 – Conheça novas possibilidades

Outra informação importante entre as dicas de economia é adquirir conhecimentos que possam dar retorno financeiro. Especialmente em uma época de democratização do conhecimento como esta que estamos vivendo, a falta de acesso não é uma desculpa aceitável.

Então, busque conhecer sobre investimentos e negócios, a fim de aplicar melhor os seus recursos. A fim de se sentir seguro, talvez seja uma boa ideia se embrenhar por assuntos e áreas que você já tenha uma certa familiaridade. Quanto a isso, fique tranquilo, há muitas opções possíveis. Mas, claro, você precisa saber o que está fazendo.

5 – Invista

Uma reserva de emergência é muito importante. Mas, você também deve direcionar recursos para investimentos. Pois, no futuro, quem sabe eles não passem a ser a sua principal fonte de renda?

De você não tem o hábito de fazer investimentos, o ideal é começar aos poucos. Assim, você deve reservar uma parcela pequena no primeiro mês e ir aumentando a porcentagem no decorrer do tempo, conforme for se sentindo seguro e habituado com a prática.

6 – Trace metas

O primeiro passo para chegar a algum lugar, é prever minimamente para onde você está indo. E, deve ser assim na economia familiar também. Então, sonhe bastante e torne os desejos em metas. Assim, com certeza você vai dar passos cada vez mais largos em direção ao objetivo.

Mas, não se esqueça, metas devem ser realistas. Por isso, além dos objetivos, defina os caminhos que utilizará para chegar até eles. Todos os passos anteriores darão uma boa base para que você saiba o que está no âmbito da realidade.

Reprodução Canva
Reprodução Canva

7 – Faça boas escolhas

Ter bons hábitos de economia é muito mais fácil do que parece. A ideia é tomar consciência e fazer uma divisão sincera entre necessidades, confortos e esbanjamentos. Depois de definir quais são as prioridades da família vai ficar cada vez mais fácil fazer boas escolhas.

Evidentemente, não se trata de excluir definitivamente da rotina da família questões de lazer e até alguns luxos. Afinal, isso também faz parte da experiência econômica. Mas, trata-se de fazer escolhas conscientes e organizadas. No fim, o resultado será a economia.

8 – Utilize boas ferramentas de economia

Por fim, o que é a vida sem ferramentas que a facilitam, não é mesmo? E, a boa notícia é que, muitas vezes, uma só ferramenta faz quase tudo por você.

Quando se trata de assinaturas e mensalidades, por exemplo, o Kotas é especialista em promover economia. Para que você tenha uma ideia, apenas por utilizar a plataforma para dividir as assinaturas, você economiza uma média de 60% em mensalidades. Isso vale para streamings de entretenimento, cursos online e tudo o mais que você possa imaginar.

Lá no Kotas tem um monte de gente com os mesmos interesses que você e que está disposto a dividir seus acessos e, claro, custos também. Assim, você tem muito mais chance de acessar e aproveitar o máximo de conteúdos gastando o mínimo em plataformas.

Descubra como você pode utilizar ferramentas como essas e pagar menos utilizando o Kotas!

Leia também: Como ter a assinatura do Disney + Grátis?

Comentários